quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Resenha #42 - Quarto


Jack é um menino de cinco anos que não sabe que o “Lá Fora” é real, assim como as pessoas e os carros que ele assiste pela televisão do quarto. Em seu mundo, só ele e a Mãe existiam. Mas isso estava prestes a mudar depois de anos e anos de confinamento.


Confira agora aqui no blog a resenha emocionante do livro Quarto.



Desde o seu nascimento até os cinco anos de idade, Jack viveu no quarto, juntamente com a sua mãe. Ele nunca conheceu o mundo exterior, nem as árvores do jardim, nem a neve do inverno e nem a grama na entrada da porta. Tudo o que ele conhecia era as imagens da TV, que em sua mente, não passavam de coisas inventadas. Afinal de contas, os únicos humanos do mundo era ele, sua mãe e o velho Nick.

Por menor que fosse o espaço, Jack adorava as coisas que faziam juntos no quarto. Ele tinha seus livros, seus brinquedos, sua planta, sua amiga Dora Aventureira e seus lápis de cores. Além disso, eles tinham bastante tempo para brincar de corrida, de educação física e de várias outras coisas que a mãe inventava. Mas havia regras e horários. Eles precisavam seguir a risca para que quando o velho Nick chegasse Jack já estivesse seguro dentro do guarda roupa.

“Os skates são da TV e as meninas e meninos também, só que a Mãe disse que eles são de verdade; como é que pode, se eles são tão achatados?”

O velho Nick na verdade era um sequestrador. Há sete anos, ele manteve a mãe de Jack presa naquele quarto, abusando e atormentando sua vida. E Jack era o fruto desses abusos. Porém esses detalhes foram bem guardados. Ela não queria que se filho presenciasse nada daquilo e para mantê-lo afastados das coisas ruins que sofria, criou um mundo incrível para o filho naquele pequeno quarto. Sua tarefa era dar ensinamentos e fazer de Jack um menino inteligente. Ela também via no filho uma esperança de fugir do cárcere.

(Spoiler que não é spoiler: o sentido da história é antes e depois do quarto).
Certo dia, após um plano audacioso da mãe, Jack consegue escapar e pedir ajuda. Precisou usar a sua coragem para transmitir a mensagem que ele e a mãe treinaram durante a noite, já que nunca tinha falado com mais ninguém. Jack mal acreditou quando a pessoa que o ajudou também era um humano, assim como sua filhinha.

“Não falei nada por causa dos bons modos, mas na verdade ele entendeu ao contrário. No Quarto eu ficava seguro e o Lá Fora é que assusta.”

Após esse ato de bravura, os dois finalmente conseguem ser resgatados do cativeiro. Ambos foram levados para uma clínica onde passaram por exames e outros cuidados básicos. Para a mãe isso era normal, mas para Jack era tudo novo. Era de fato um mundo novo. Apesar da sua coragem, falar com as pessoas e tentar coisas simples como descer uma escada o enchia de medo.

Agora no “Lá Fora”, Jack enfrentará outros problemas, como por exemplo, sua curiosidade. No quarto ele tinha limites e a mãe sempre estava por perto para protegê-lo. Agora ele passará alguns momentos com os avós e descobrirá aos poucos que o mundo exterior é imenso e cheio de armadilhas, como a abelha que não pode ser tocada porque ela pica.

“No Quarto a gente sabia como tudo se chamava, mas no mundo tem tanta coisa que as pessoas nem sabem os nomes.”


Quarto é um livro forte e surpreendente ao mesmo tempo. Forte porque aborda um tema delicado que ainda acontece no mundo e surpreendente porque mostra a coragem, a força e a determinação dos protagonistas. Mesmo sendo tão pequeno Jack é extremamente inteligente. Sabe contar, ver as horas, medir espaços e desenhar. E mais do que isso, ele era o super-herói da mãe e precisava reunir toda a sua coragem para mostrar isso no plano de fuga. Essa foi a parte que me deixou mais aflita. Imagina só um menininho de 5 anos, que nunca viu o mundo do lado de fora, precisar correr e pedir socorro para a primeira pessoa que encontrar. E para piorar, na escuridão da noite. Esse plano tinha tudo para dar errado, não tinha? Mas a sorte estava mesmo do lado dos dois.

Toda a história é contada na visão de Jack, sobre o antes e o depois do quarto. A sobrevivência e a adaptação são os pontos chaves dessa história. No quarto eles precisavam economizar tudo, principalmente a comida. Tudo era contado e dividido entre ele e a mãe. No “Lá Fora” isso era diferente. Jack não precisava mais contar os cereais e cada um tinha a sua comida, assim como sua escova de dente. E essas são apenas algumas críticas embutidas no livro.

“Além disso, em todo lugar que eu olho para as crianças, os adultos quase todos parecem não gostar delas, nem mesmo os pais. Eles chamam os filhos de lindos e tão bonitinhos, mandam as crianças fazerem tudo de novo para eles poderem tirar fotos, mas não querem de verdade brincar com elas, preferem tomar café conversando com os outros adultos. Às vezes tem um bebezinho chorado e a Mãe dele nem ouve.”

Enquanto Jack desbravava o mundo, sua mãe precisava lidar com os traumas do passado. Para ela se adaptar no mundo era mais difícil. Anos de prisão deixaram feridas em sua vida, tanto físicas quanto psicológicas. E agora ela precisava retomá-la aos poucos, para continuar cuidando de Jack.


A versão do filme é incrível. Não há tantos detalhes como no livro, mas a mensagem que transmite é exatamente a mesma. Jack é interpretado por um ator adorável. Dá vontade de entrar na telinha e abraça-lo com força. As lágrimas não deixaram de rolar nas duas versões.

Segue o trailer pra aumentar sua curiosidade:




Se você gosta de uma história emocionante, com um toque de realidade que é amenizada através da visão de um garotinho, esse livro é super indicado.

Para saber mais sobre o livro e a autora, acesse o Skoob clicando aqui.


Ótima leitura!

30 comentários:

  1. Tem algum tempo que quero ler esse livro, não só porque a trama e surpreendente, incrível e fala sobre um tema delicado, mas também porque essa história passa uma emoção muito grande pros leitores, a ponto de podermos refletir sobre como e viver sem saber como e o mundo lá fora, e como isso pode influenciar na sua convivência, e como se readapta, estou bastante ansiosa pela leitura desse livro, e tenho certeza que vou me emocionar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é mesmo emocionante. Vale muito a pena! :)

      Excluir
  2. Olá!
    Desde que descobri que o filme O Quarto de Jack era baseado no livro O Quarto eu fiquei extremamente curiosa para ler este livro. Adorei a sua resenha, consegui me sentindo acompanhando um pouco da estória. Não assisti o filme ainda, pois estou esperando para ler o livro primeiro. Imagino que para Jack deve ter sido muito difícil ter que se adaptar com um mundo, que para ele antes não passava de invenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li o livro por causa do filme você acredita? Quando descobri, corri pra ler e finalizar o filme. Ambos são intensos e emocionantes!

      Excluir
  3. Eu quero muito ler esse livro, desde que lançou o filme eu me interessei pelo enredo e quis saber mais sobre a experiência do Jack com o mundo de fora e o sofrimento da mãe mantendo o filho naquele lugar. Amei a resenha e aumentou minha vontade de me aventurar nesse universo, vou ler o livro antes de assistir o filme

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Maria, você vai se emocionar bastante! E o filme é perfeito! Nem sei em qual chorei mais rsrs.

      Excluir
  4. Ju!
    Gosto de verdade de histórias emocionantes, embora nem tenha lido o livro ainda e nem tenha assistido o filme.
    Fiquei curiosa em saber porque eles ficam confinados no quarto? Que será que aconteceu?
    E ver um livro pela visão de uma criança que não tem muita noção do que acontece, deve ser um ponto de vista interessante.
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!
      Quando você descobre os motivos que os mantem presos, confesso que é um choque. O que deu leveza a leitura foi mesmo a visão de uma criança, que com toda a sua inocência cativou a todos. Leia sim, você vai gostar!

      Excluir
  5. Acredita que eu nunca tinha ouvido falar nem do filme e nem do livro? Mas parece ser uma leitura realmente forte por se tratar de um tema tão delicado como esse. Eu amo livros emocionantes, e acho que esse seria perto pra mim. É bom fugir um pouco da zona de conforto (romance) e pular de cabeça em um bom drama. Gostei muito da sua resenha e essa é uma ótima dica de leitura.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que esse filme não foi muito divulgado. Talvez por isso não tenha ouvido falar. Mas vale a pena sim! E uma história muito emocionante!

      Excluir
  6. Conhecia o livro mas nem imaginava que tem o filme. Gente, depois de ler a sinopse e sua resenha fiquei super curiosa e ansiosa para ler o livro. Gosto muito de livros que abordem temas como esse e que têm personagens fortes, corajosos. Quero muito conhecer esse menininho e seu mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim! Jack é lindo por fora e por dentro. Sua pureza me conquistou desde o início! Amei!

      Excluir
  7. Oi Ju. Você acredita que eu não conhecia o livro ate o filme ser indicado ao Oscar e todo mundo comentar sobre ele ? Pois é. Umas amigas minhas começaram a falar sobre ele e logo depois comecei a ver resenhas nos blogs.
    Como eu gosto da mae do Jack, ela é tao sensível a ponto de criar um mundo pra seu filho, mesmo sofrendo tanto, alem dele ser filho do sequestrador ne ?! Admiro muito suas ações dentro do quarto.
    Eu tenho muita vontade de assistir ao filme e imagino que seja tao bom quanto o livro. Alem de ser super emocionante !
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então corre pra ler Bruna!! Garanto que irá se emocionar bastante! Depois me conta o que achou ;)

      Excluir
  8. Olá!
    Linda resenha, parabéns! Já assisti o filme e gostei muito, claro. Uma história emocionante e assustadora. Mas ainda não tenho o livro, quero muito! Sei que a leitura é muito mais rica, com mais detalhes, então, vou amar. Apesar de ser um tema chocante e que trabalha com nossas emoções, também nos passa uma bonita mensagem, de valorização a liberdade, amor e esperança. Ótima dica. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia!
      Leia sim! Tem mais detalhes e algumas coisas diferentes, mas sem prejudicar o conteúdo do filme!

      Excluir
  9. Nunca li o livro e nem vi o filme, mas me deu uma grande vontade de fazer os dois agora! Gosto de histórias profundas e essa com certeza é. Junta acontecimentos tristes com sentimentos tão bonitos entre mãe e filho. Fiquei com vontade de saber como eles superam isso, apesar de ser de partir o coração o início deles!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parte mesmo o coração, mas é uma grande lição de vida, mesmo que usando um tema bem delicado. Jack é uma fofura *-*

      Excluir
  10. OI..
    Desde o lançamento do livro e filme que quero ler e assistir ,mas primeiro a leitura,ja li otimos comentarios sobre o livro e filme o que me deixou bastante curiosa,principalmente por tratar de um tema tao polemico e pouco falado que e o sequestro e carcere privado..
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. O assunto é pouco tratado em livros. A autora soube explorar muito bem o tema sem apelação. Se puder, leia sim!

      Excluir
  11. Oi.
    Eu quero muito ler esse livro, mas estou relutante pelo assunto bem delicado que ele retrata, a Premissa é maravilhosa a coisa toda do quarto é triste realmente, que bom que ele tem a mãe, tenho certeza que irei amar, só preciso de coragem.
    Boa tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coragem Marlene!! Leia sim! Você vai gostar e aprender muito com Jack :)

      Excluir
  12. Eu queria ter visto esse filme e depois que vi que tinha um livro, ler também. Parece que a história do livro é muito mais emocionante e cheia de sentimentos, passa bem a mensagem e o legal é a forma como a história é contada. Acho que tem todo um tom mais delicado desse jeito, é bem impactante assim. E bonito. Parece ser um livro muito forte. A história já promete uma leitura densa só com a sinopse né. E caramba, que história heim? A situação é quase difícil de imaginar. O que ela passou e o filho dela? E depois lá fora? Os sentimentos...
    Queria conferir. Parece ser uma leitura maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris! O mix de sentimentos é intenso. Fica mesmo difícil de imaginar como puderam ficar tanto tempo presos em um quarto minúsculo. Uma grande lição, sem dúvidas.

      Excluir
  13. Gente do céu que livro interessante. Quando saiu o trailer eu fiquei doida para ver o filme e principalmente para ler o livro. A sinopse é íncrivel e essa resenha está muito bem montada. Adorei o contexto do livro e com certeza vou ler. Bjãoooooo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Rita e me conte depois o que achou! Obrigada pelo elogio :)

      Excluir
  14. Eu não conhecia esse livro, fui conhecer há pouco tempo e achei incrível. Essa é segunda resenha que leio e fiquei ainda mais curiosa! Quero saber qual foi o plano desses dois para se livrarem desse velho monstro!
    Quase chorei lendo a resenha.. Então se eu ver o filme ou ler o livro.. Já sabe né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei sim, vai chorar como eu hahaha! É uma história linda mesmo. Se puder, leia sim!

      Excluir
  15. Nossa, essa não é nem a primeira resenha que eu leio desse livro e cada vez eu fico mais curiosa pra ler a história! Conheci primeiro pelo trailer do filme e já achei muito tocante, e mesmo não gostando que o trailer revele praticamente toda a história, ainda quero ler o livro e ver tudo acontecer porque concordo com você que é outra história ver tudo acontecer pelo olhar de uma criança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os trailers tem esse poder de acabar um pouco com o suspense. Mesmo assim, há muitas coisas que vão acontecer antes e depois da fuga. Se puder, leia sim porque Jack é um fofo *-*

      Excluir

Gostou da postagem selecionada pela Valentina? Aproveite então para deixar o seu comentário com elogios, sugestões, opiniões e outros que desejar! Deixe o seu link também e se o comentário for bacana e sincero, com certeza Valentina e eu retribuiremos a visita! Continue navegando pelo blog e acesse mais conteúdos incríveis!

© Oh Querida Valentina - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Juliana Cristina.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo